Polícia - 11 Mai 2017 15:41

Polícia Civil e Militar cumprem mandados de busca e apreensão

O flagrante aconteceu após investigação da DIC
Por: Nathan Favero Varela
 

A Polícia Civil, através da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Chapecó, em conjunto com a Polícia Militar, deu cumprimento, logo no início da manhã de hoje (10/05/2017), a mandados de busca e apreensão em várias residências, objetivando a localização de objetos roubados, mediante violência e grave ameaça, nos meses de fevereiro e março deste ano, quando ocorreu uma onda de roubos em residência.

Em decorrência da investigação realizada, que durou cerca de dois meses, foi possível solucionar, ao todo, cinco crimes de roubo, praticado nas residências localizadas nos Bairros Líder, Presidente Médici e na Linha Faxinal dos Rosas, além daqueles cometidos nas cidades de Arvoredo/SC e Nova Itaberada/SC.

Foi possível elucidar a autoria dos crimes porque um fato inusitado chamou a atenção dos policiais: os autores utilizaram, em todos os crimes, o vocativo “compadre”, com a finalidade de que os respectivos nomes verdadeiros não fossem pronunciados na presença das vítimas, evitando, assim, expor as suas identificações. Ademais, a forma da prática criminosa foi semelhante nos cinco crimes, principalmente pelo seguinte: a) número de indivíduos (todos os crimes, em regra, foram praticados por três indivíduos, enquanto o quarto elemento dava cobertura aos comparsas); b) indivíduos armados; c) vítimas trancadas, amarradas ou simplesmente vigiadas; d) subtração de veículo automotor da vítima, utilizando-o para carregar os bens subtraídos, com posterior abandono; e) utilização de camisetas/capuzes para encobrir o rosto; e d) sem a prática, em regra, de violência.

A versão de todas as vítimas e testemunhas foram reduzidas a termo, os quais integram o Inquérito Policial que formaliza a investigação pelo crime de organização/associação criminosa, em trâmite na Divisão de Investigação Criminal desta Comarca (DIC).
Em reconhecimento formal, no qual foram observadas as regras do Código de Processo Penal, as vítimas conseguiram identificar L. C., de 19 anos, G. M. S., de 23 anos, M. A. K., de 24 anos, além de um adolescente, como sendo os autores do crime.

No domicílio de G. M. S., de 23 anos de idade, os policiais encontraram diversos objetos semelhantes àqueles subtraídos da residência das vítimas, os quais foram levados até a DIC para eventual reconhecimento. Na sede da DIC, ao ser interrogado nesta manhã, G. M. S. admitiu a sua participação nos crimes e confirmou a autoria dos demais investigados.

O indivíduo L. C., de 19 anos, atualmente encontra-se recolhido na Penitenciária de Chapecó, em razão da prática de outro crime, enquanto o indivíduo de iniciais M. A. K., de 24 anos, bem como o adolescente, seguem foragidos.
O Delegado de Polícia Civil responsável pelo caso agradece o apoio prestado pela Polícia Militar na solução do caso.


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Chapecó.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar