Geral - 04 Dez 2018 20:02

Participantes do projeto “Trabalho Infantil não é brinquedo” são premiados

Por: Nathan Favero Varela
 

O Poder Judiciário, por meio da Justiça do Trabalho, 12ª Região em parceria com a Prefeitura de Chapecó, por meio da Secretaria de Educação, realizou na terça-feira (04) a premiação aos participantes do projeto: “Trabalho Infantil não é Brinquedo” que teve por finalidade esclarecer dúvidas, formar replicadores e transformar este assunto em aprendizagem nas escolas. A atividade contou com a participação dos professores, alunos, pais e familiares.

Através deste projeto, 105 professores de 3º e 4º anos da Rede Municipal de Ensino receberam formação e palestra ministrada pela representante do Comitê Gestor Regional da Circunscrição, Dra. Vera Marisa Vieira Ramos, Juíza do Trabalho de Chapecó e, desta forma, todos os profissionais participantes foram capacitados para ministrar o conteúdo em sala de aula abrangendo aproximadamente 2.600 estudantes. Como incentivo à reflexão e ao desenvolvimento das habilidades artísticas este projeto ofereceu aos estudantes um concurso de desenhos envolvendo a temática: Criança não trabalha: Lugar de criança é na escola, sendo que os três melhores classificados e seus respectivos professores receberam premiações.

Os premiados foram: 1º lugar: Isabela Lorrainy Santim da Escola André Antônio Marafon; 2º lugar: Ana Julia Farfus de Oliveira da Escola Básica Municipal Rui Barbosa; 3º lugar: Eduarda Junior dos Anjos da Escola Básica Municipal Severiano Rolin de Moura. As três estudantes receberam como premiação, uma bicicleta, uma caixa de lápis coloridos, um tablet institucional pedagógico oferecido pela Prefeitura de Chapecó, 4 ingressos para assistir ao jogo da Chapecoense X São Paulo que ocorreu no dia 02/12, oferecido pela Associação Chapecoense de Futebol. Além destes prêmios, a estudante Ana Júlia Fárfus recebeu também uma bolsa de estudos de dois semestres da escola de idiomas Yázigi.

Para a aluna Ana Júlia da Escola Básica Municipal Rui Barbosa, criança deve brincar com alegria, estudar e colaborar nos pequenos serviços de casa. Para ela, ir ao jogo da Chapecoense a deixou muito feliz, além de ser uma emoção, foi muito tenso o jogo que manteve o time na série A. Ana disse ainda que o projeto Trabalho Infantil não é Brinquedo contribuiu muito para que ela e os colegas conseguissem compreender melhor o que pode e o que não pode ser feito por uma criança.

Para a Secretária de Educação de Chapecó, Sandra Maria Galera, é importante debater na escola esse assunto tão importante que é o Combate ao Trabalho Infantil, pois contribui diretamente na capacitação dos professores em uma soma de esforços promovendo o pleno desenvolvimento dos estudantes como cidadãos conscientes e responsáveis. “Ver os trabalhos que os estudantes desenvolveram, junto às instituições com tanto significado e demonstrando as habilidades artísticas e cognitivas desenvolvidas a partir do Projeto: Trabalho Infantil não é Brinquedo nós dá muito orgulho e a certeza de um bom trabalho”, comentou.

Para a Juíza do Trabalho de Chapecó, Vera Ramos, quando conseguimos internalizar na criança desde pequenas a importância que é o estudo, sempre priorizar nelas o valor do estudo em detrimento do trabalho, cria nelas um valor interno. “Assim fica mais fácil avançarmos em termos de educação, a introdução da criança no regime de trabalho infantil precariza e não edifica como alguns pensam”, comentou.

O prefeito Luciano Buligon participou da premiação e falou sobre a importância desse tipo de projeto, que trabalha com as crianças assuntos de grande relevância e que deixa marcas que eles carregam para sempre. “O Município sempre será parceiro destes projetos que trazem o bem e que abordam assuntos de relevância social”, finalizou.


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Chapecó.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar