Geral - 21 Dez 2017 14:09

Mais um ano: esperança

Por: Nathan Favero Varela
 

Neste 2017, o trabalho do Sindicato do Comércio da Região de Chapecó (Sicom) foi muito produtivo. Tivemos um ano de muitos desafios, principalmente devido à instabilidade política e econômica, além da mudança com a flexibilização das leis trabalhistas, incluindo o fim da contribuição obrigatória. Isso faz com que a atividade sindical se reinvente, mais serviços sejam prestados aos associados, inclusive esclarecendo as novas regras das relações de trabalho e se tenha atuação política forte, defendendo o interesse da classe empresarial ante a constante “sede” de impostos e exigências burocráticas dos órgãos governamentais.

Quanto às principais ações, tivemos muitas. Entre elas podemos destacar inúmeras palestras em nossa base, para o esclarecimento das novas regras trabalhistas, as quais tiveram nossa pressão aos nossos representantes pela aprovação. Também é de se registrar o fechamento da convenção coletiva, com a retirada de várias cláusulas que impediam a flexibilização entre empregado e empregador, um extenso calendário de cursos e eventos para a qualificação dos associados e a organização e acompanhamento de missões empresariais dentro e fora do país, agregando conhecimento e troca de experiências.

Desenvolvemos grande campanha de valorização do Sicom na sociedade, explanando nossas atitudes e nosso “jeito” de fazer sindicalismo responsável. Junto à Fecomércio, intermediamos a compra de terreno para a futura ampliação das atividades do Sesc no Bairro Jardim Itália e a destinação de área, pela prefeitura, para a futura unidade no Bairro Efapi. Da mesma forma, pressionamos e conseguimos diminuir a burocracia para a abertura de novas empresas no município, participamos ativamente das atividades dos 100 anos de Chapecó e da Efapi e contribuímos, juntamente com Centro Empresarial, Acic, CDL e outras entidades, em ações de segurança, com a implantação da delegacia na Efapi e a recuperação de viaturas da PM e bombeiros. Fizemos inúmeras reuniões com políticos no intuito de cobrar infraestrutura para a região Oeste, bem como para a melhoria de nossa cidade, com planejamento e novo conceito de governança.

Em termos de evolução da economia, depois de dois anos muito difíceis vemos que se recupera lentamente, de maneira sólida. Não podemos deixar de enaltecer, nesse aspecto, o papel do governo central, que entre muitos defeitos e má gestão adotou algumas ações amargas, como a restrição de crédito, o teto de gastos e a diminuição de investimentos, que são ações recessivas, mas que eram necessárias e começam a dar resultado, com o crescimento do consumo e a recuperação de empregos e da atividade econômica.

      A expectativa é que 2018 seja um ano de afirmação da recuperação econômica. Porém, antes de tudo que seja de remodelação da forma de fazer política diante das eleições para presidente da República, governadores, senadores e deputados federais e estaduais. Que se comece um novo ciclo de gestão e de relações entre os governos e seus fornecedores, com ética, honestidade. Que os valores morais e de decência sejam resgatados e projetemos o nosso Brasil para uma nova era de prosperidade, justiça e felicidade para todos.

EXTRA COMUNICA


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Chapecó.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar