Geral - 10 Set 2018 14:52

JASC 2018: Judô e tiro conquistam os primeiros troféus para Chapecó

Por: Nathan Favero Varela
 

O atletismo de Chapecó bateu outro recorde que já tinha 21 anos. No salto em distância Michael Farina Agazzi saltou 7.54 m. Felipe Leuze levou prata nos 110m com barreira, Ketllyn Zanete também foi prata neste domingo (09) no salto triplo com 12m64. Atleta dos Joguinhos, Taylan Ferreira consegui um quarto lugar nos 400m com barreira. O atletismo masculino termina a competição com a quarta colocação.

O ciclismo na prova de estrada com 132 quilômetros foi bastante intenso nos últimos quilômetros. O técnico Evandro Ferronatto, junto com ciclistas de Brusque e Florianópolis, liderou a prova quase até o final. Restando 10 quilômetros o pelotão apertou e ele acabou ficando fora. “Fiz tudo o que pude”, disse. Mas Gabriel Machado da Silva acabou ficando com a prata, com o mesmo tempo do primeiro e terceiro lugares. Chapecó, ainda no ciclismo, fez um oitavo lugar que soma dois pontos. Já no ciclismo feminino, na prova de resistência, Chapecó levou um quinto lugar.

A bocha venceu seus primeiros compromissos e aguarda o adversário das eliminatórias. O handebol feminino perdeu para Criciúma por 28 a 27. O vôlei masculino teve dupla vitória. Venceu Joaçaba na estreia por 3xO e ganhou protesto de Curitibanos contra atleta supostamente irregular. O basquete feminino disparou 127x16 contra Lages na estreia. O bolão masculino venceu Agrolândia por 1393 a 1384 e Rio do Sul por apenas um pino, 1413 a 1412 e está na fase final nesta segunda-feira (10).

O tiro, que tinha medalha de prata com Stênio Yamamoto, chegou a outra prata nesse domingo (09) e é Campeão Geral do tiro nas armas curtas. “É o sétimo ano consecutivo que somos campeões geral”, comemora Pedro Phithan do tiro.

O Judô nos dois naipes rendeu para Chapecó cinco medalhas no primeiro dia de competição. No feminino foram duas de ouro e uma de bronze e duas de ouro no masculino. Maria Eduarda Baú faturou ouro na categoria Super Ligeiro e Patrícia Marques também outro ouro no ligeiro. Fernanda Souza conseguiu bronze no meio leve. No masculino foram dois, ouro com Leonardo Ikaru Watanabe no Super Ligeiro e Alexandre Lima no peso Ligeiro. O judô masculino encerra a competição com a quarta colocação e o feminino com a segunda colocação.

Primeiros dias de competição

É do Clube de Atletismo de Chapecó o homem mais rápido de Santa Catarina. Rodrigo Pereira do Nascimento bateu todos os recursos nos 100 metros na quinta-feira (06) nos Jogos Abertos de Santa Catarina. Ele venceu com folga a final cravando 10s22 contra 10s42 do segundo colocado. Rodrigo já havia estabelecido novo recorde na semifinal quando havia cravado 10s33, melhorando a marca na final. Tailer Rigon Zatti também esteve na final e acabou ficando com a sexta colocação nos 100 metros masculino.

A Bocha masculino iniciou com vitórias os JASC de Caçador. Ambas no trio. Na primeira fez 12x03 em Rio Negrinho e a tarde 12x05 sobre Xaxim. No Voleibol masculino a estreia também foi boa e Chapecó venceu Joaçaba por 3x0 com parciais de 25x15, 25x17 e 25x19.

Saiba mais


Até o dia próximo domingo (16) a Escola Graciosa Copetti Pereira no Bairro Bello em Caçador será a casa de Chapecó nos Jogos Abertos de Santa Catarina. A delegação que é composta por 380 pessoas entre atletas, dirigentes, técnicos e pessoal de apoio, começou a chegar a Caçador sob a coordenação da Secretaria de Juventude, Esporte e Lazer - SEJEL.

Chapecó, que vai defender o terceiro lugar conquistado no ano passado em Lages e está inscrito em 20 modalidades e entre os naipes masculino e feminino, participará com 36 equipes. Duas, ambas de natação, já participaram das disputas que ocorreram em Florianópolis e em Caçador Chapecó começa o JASC com um ponto.

Considerando as fases microrregionais e seletivas os JASC deste ano terão inscritos 15.067 atletas, com a participação de 206 municípios (69%). Em Caçador estarão 121 municípios (40%), o que será um recorde na história dos JASC. No evento participarão 4.500 atletas, dirigentes árbitros e pessoal de apoio e, destes, 4.000 são atletas. As modalidades coletivas, mais bocha e bolão vão totalizar 1.250 jogos.


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Chapecó.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar