Comunidade - 09 Ago 2017 14:03

​Injeção do FGTS teve baixo impacto no varejo catarinense

Saque das contas inativas foi finalizado no dia 31 de julho
Por: Nathan Favero Varela
 

Apesar de comemorada tão logo feito o anúncio, a liberação para saque dos valores relativos às contas inativas do FGTS pouco se refletiu no comércio de Santa Catarina. A avaliação é da Federação das CDLs de SC (FCDL/SC), que promoveu levantamento junto a 400 empresas de varejo das 20 cidades catarinenses de maior potencial de consumo. O resultado mostrou que o mês de julho ainda ficou distante das metas pretendidas, com leve retração nas vendas a prazo (-3,3%), comparando-se com os resultados do ano anterior.

“Apesar de ter sido tímido o reflexo, é provável que a situação econômica fosse pior caso este recurso não tivesse sido liberado”, aponta Ivan Tauffer, presidente da entidade. A análise ainda considera que o recurso foi utilizado para compras à vista ou pagamento e renegociação de débitos, prática que permite a retomada do poder de compra do consumidor.

Segundo a Caixa Econômica Federal, foram pagos mais de R$ 44 bilhões em todo o país - sendo cerca de R$ 2,2 bilhões para os catarinenses. Ainda de acordo com o banco, a medida beneficiou mais de 25,9 milhões de trabalhadores. Os saques foram feitos entre 10 de março e 31 de julho, apenas de contas que foram desativadas até 31 de dezembro de 2015. Mais de 31 milhões de atendimentos presenciais foram feitos nas agências.


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Chapecó.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar