Chapecoense, Chapecoenses pelo Mundo, Esportes, Política - 29 Nov 2016 13:43

Governador, empresários e autoridades lamentam tragédia e manifestam apoio

Raimundo Colombo, seu vice Eduardo Moreira e prefeito da Capital se manifestaram
Por: Robison Gamboa
 
Governador, empresários e autoridades lamentam tragédia e manifestam apoio Em Florianópolis, bandeira de Santa Catarina foi hasteada a meio-pau nesta segunda (29) (Foto: Videmonitoramento / reprodução)

O Governador do estado de Santa Catarina, Raimundo Colombo, manifestou seu pesar ainda nas primeiras horas da manhã. Logo depois, ele seguiu para Chapecó, onde pretendia apoiar pessoalmente os familiares das vítimas. O Governo decretou luto oficial de três dias em razão da tragédia. Consternado, Colombo lembrou que a Chapecoense, além de levar o nome de Chapecó e de Santa Catarina para todo o Brasil e a América Latina, estava fazendo história ao ser o primeiro clube catarinense a disputar a final de uma competição internacional.

Ainda chocado com as primeiras informações vindas da Colômbia, o governador manifestou solidariedade aos familiares dos jogadores, dirigentes e jornalistas, que estavam na delegação, e aos torcedores da Chapecoense neste momento de muita dor para o esporte de Santa Catarina e do Brasil.

O presidente Michel Temer telefonou às 8h15 para governador Raimundo Colombo prestando solidariedade pela tragédia ocorrida com a delegação da Chapecoense na Colômbia.

Temer informou que um avião da FAB deverá ir para Chapecó de onde transportará familiares dos jogadores, comissão técnica, dirigentes e de jornalistas para a Colômbia para a identificação dos mortos.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Gelson Merisio, e o deputado federal João Rodrigues estão reunidos neste momento com o governador na Casa da Agronômica, na Capital.

O vice-governador de Santa Catarina, Eduardo Pinho Moreira, também se manifestou sobre a tragédia.

- Aos familiares, amigos e aos catarinenses, especialmente os chapecoenses, manifesto minha solidariedade neste momento de muita dor -, disse ele.

O prefeito de Florianópolis, Cesar Souza Junior, também lamentou a tragédia, e decretou luto oficial na Capital de três dias. Cesar também informou que irá solicitar a colocação de uma bandeira da Chapecoense na entrada da cidade, numa homenagem de Florianópolis ao povo de Chapecó.

No Rio Grande do Sul, o governador José Ivo Sartori decretou luto oficial em todo o Estado, durante três dias, em homenagem à memória das vítimas do acidente.

O presidente da Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC), Glauco José Côrte, manifestou ao presidente do Conselho Deliberativo da Chapecoense, Plínio de Nes Filho, ao prefeito Luciano Buligon e aos deputados da região os pêsames da indústria catarinense pela tragédia. Os sentimentos foram formalmente estendidos aos vice-presidentes da entidade Waldemar Schmitz e Mario Lanznaster, ao familiares, à comunidade de Chapecó, torcedores e amigos das vítimas.

Em Brasília, onde se encontra em reunião dos Conselhos Nacionais do SESI e do SENAI e da diretoria da CNI, as vítimas foram homenageadas com um minuto de silêncio.

O movimento lojista catarinense se manifestou distribuindo uma Nota à Imprensa. Segundo o informe, muito mais do que um clube e um time de futebol, a ‘Chape’ era a paixão da cidade e do oeste catarinense.

- Por conta de suas conquistas e de seu histórico cativou os amantes do esporte de todo o Brasil. Colegas do varejo e da CDL de Chapecó estão entre os fundadores e ilustres dirigentes da agremiação, que contaminaram o movimento lojista do estado, ampliando a torcida pelo simpático, aguerrido e vitorioso clube. Vale ressaltar: todos os catarinenses, rivalidades clubistas, à parte, torciam fervorosamente pela ‘Chape’ nesta jornada da Copa Sul-Americana. Perdemos, junto com os atletas, comissão técnica e dirigentes da Chapecoense, profissionais de comunicação de veículos do nosso estado e nacionais, por quem também lamentamos imensamente. As dimensões desta tragédia nos emudecem: não existem palavras capazes de expressar nossa dor e consternação. Resta-nos exprimir nossa mais intensa solidariedade aos familiares das vítimas e que sejam amparados pela fé e pelo exemplo deixado -, diz a nota.

Outro que se manifestou nesta manhã foi o Ministério Público do trabalho, com nota de condolências assinada pelo procurador-Chefe do MPTSC Marcelo Goss Neves.

- Foi com profunda tristeza que o Ministério Público do Trabalho em Santa Catarina, recebeu a notícia da morte de atletas e dirigentes da Chapecoense, bem como de jornalistas e tripulação (...). Assim, o Procurador-Chefe do MPT-SC, Marcelo Goss Neves, em nome dos Procuradores e Servidores da Procuradoria Regional do Trabalho da 12ª Região, vem a público lamentar a morte das 75 vítimas fatais que perderam suas vidas em plena atividade de sua profissão. Ao mesmo tempo, rende a devida homenagem à memória dos jogadores que seguiam para o primeiro jogo de uma final histórica. Neste momento de sofrimento, apresenta ainda solidariedade aos familiares e amigos para que encontrem coragem e força para superar este momento de dor e de grande perda.

A Cooperativa Central Aurora, manifestou sua dor e solidariedade às famílias enlutadas pela tragédia.

- Fiel apoiadora e parceira desde o tempo em que a Chapecoense era apenas uma promessa, a Aurora se orgulha de ter sido a principal patrocinadora privada dessa grande equipe. É de uma tristeza profunda e de um eterno lamento a perda dos jogadores, técnicos, dirigentes, colaboradores, apoiadores, tripulantes e profissionais de imprensa que marcam a maior tragédia no universo desportivo e da comunicação em Santa Catarina. Será difícil viver sem a alegria que essa admirável equipe proporcionava aos catarinenses e brasileiros com seu futebol criativo e com sua trajetória corajosa, que a conduziu ao topo do desporto verde-amarelo. A cooperação, que emoldura a história da Aurora, foi a mesma que fundamentou as bases da infraestrutura e do crescimento da Chapecoense na sua transição para um Clube de êxito na gestão e de sucesso nos campos do Brasil e da América do Sul.  A Aurora abraça e consola as famílias enlutadas, rogando ao Supremo Criador que mitigue a dor de cada um e fortaleça cada coração para suportar a perda de seus entes queridos -, diz o documento.

A Prefeitura de Biguaçu, na Grande Florianópolis, também emitiu nota oficial pela manhã comunicando que será decretado luto oficial por três dias no município. Por conta da tragédia, a cidade decidiu adiar a passagem da Caravana de Natal Coca-Cola, que estava marcada para ocorrer nesta terça-feira (29) à noite. Uma nova data será anunciada.

Outra manifestação de pêsames foi emitida pela empresa Unimed do Brasil, a Unimed Chapecó, uma das patrocinadora da Chapecoense.

- Neste momento difícil, prestamos condolências a seus familiares e amigos e desejamos uma rápida recuperação aos sobreviventes, disse a Nota.


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Chapecó.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar