Economia, Geral - 09 Mar 2016 14:29

Escritório de advocacia reduz custo usando energia solar

Diferença na conta de R$ 300 para R$ 30
Por: Aline Dosso
 
Escritório de advocacia reduz custo usando energia solar (Foto:Advocacia Enio Basso e Fabiano Valandro)

A utilização da energia solar para a produção de eletricidade encontra-se em constante ampliação na matriz energética global. Isso porque essa é considerada uma forma ambientalmente limpa de geração de energia em função do fato de ela não emitir poluentes na atmosfera.

O escritório de advocacia dos advogados associados Enio Basso e Fabiano Valandro optou por fazer um investimento em energia solar ainda no ano de 2015 e o custo de energia reduziu em média 90%.

Enio Basso, advogado chapecoense falou sobre sua satisfação em ter adquirido um sistema fotovoltaico.

- Tenho um escritório de advocacia juntamente com o meu sócio Fabiano Valandro. Optamos pela energia fotovoltaica, em virtude da dificuldade que o nosso escritório estava enfrentando com os altos custos de energia elétrica que o governo estava nos impondo, e também, é claro, pelo fato de ser uma energia limpa, que não agride o nosso meio ambiente. Hoje, mais de um ano com o sistema instalado, pagamos somente a taxa mínima imposta pela concessionária, e ainda sobram créditos, cujo quais, podemos utiliza-los em nossa residência. Enfim, temos o sistema fotovoltaico, como um investimento, ou seja, não jogamos mais dinheiro fora, com o pagamento da energia mensal para as concessionárias/governo. Hoje, nós é quem vendemos energia para eles - relatou Basso.

Outros motivos ainda viabilizam este tipo de instalação:
- Valoriza o imóvel, pois a residência irá produzir a sua própria energia.
- Energia solar rende mais do que a poupança. A energia solar rende em média 10 á 18% ao ano enquanto a poupança em média 8% ao ano.
- Essa energia ocupa pouco espaço, geralmente instalada em telhados da própria residência.
- Baixa necessidade de manutenção, pois o material utilizado nas placas solares é de alta qualidade e resistência.
- Considerada renovável e de graça pois a matriz energética é o sol.
- Em países tropicais como o Brasil, a energia solar é viável em todo o território.
- Contribui para o crescimento econômico regional.

Valor da fatura ainda poderá ser menor
O valor da fatura pode cair ainda mais. Isso porque se encontra em aprovação no estado de Santa Catarina um projeto de lei que prevê isenção de ICMS nas faturas de energia de consumidores que aderem ao sistema de micro e minigeração com fontes renováveis. Mais de 50% dos estados brasileiros já aderiram a esse convênio de isenção, que foi viabilizado através do Confaz.

Segundo Tuane Caus Rossatto, da empresa Energybio, responsável pelo projeto, Santa Catarina está discutindo o projeto agora e possivelmente nos próximos meses o convênio deve ser firmado. 
Mais informações sobre os projetos de geração de energia podem ser obtidas pelo e-mail contato@energy.bio.br, pelo telefone (49) 3433-0291 ou através do website. Clique AQUI.


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Chapecó.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar