Chapecó 100 anos - 24 Ago 2017 13:42

Chapecó 100 anos e o setor produtivo

Por: Nathan Favero Varela
 

Na passagem dos 100 anos de Chapecó, juntamente com todas as merecidas homenagens aqueles que fizeram a grandeza dessa trajetória, é preciso inserir o papel cumprido pelos visionários que implementaram o comércio no município. Isso foi feito por empresários pioneiros que viram no município e na região a perspectiva de estabelecer, desde as primeiras décadas, um comércio que se tornasse forte, compatível com a cidade que se esperava surgir como um polo de desenvolvimento no meio do grande Oeste Catarinense.
Desde o início, com a chegada dos desbravadores, e após, com o ciclo da comercialização da madeira, o comércio de Chapecó soube se reinventar. Tem feito isso, historicamente, no agronegócio, ao comercializar grãos e produtos industrializados e agregar valor à matriz econômica principal, fornecendo itens de excelência para o Brasil e o mundo. Já no comércio de rua, unindo-se ao comércio de shopping center, Chapecó possui um dos ferramentais mais competitivos e diversificados de toda a macrorregião, atraindo um consumo em potencial de mais de 2 milhões de consumidores.
No segmento de atacados e distribuidores da mais ampla gama de gêneros para atender fortemente a região Sul, Chapecó é o segundo polo sul-brasileiro do segmento. Não podemos deixar de referir à importância do comércio de serviços e turismo, segmento no qual Chapecó detém o título de “Capital Catarinense de Eventos de Negócios”, instituído por lei estadual, o que anualmente movimenta centenas de milhares de reais em faturamento.
A educação e a saúde se tornaram dois pilares fundamentais e referenciais para Chapecó, pois somente no ensino superior o município possui 25 instituições com mais de 40 mil acadêmicos. Na saúde, os hospitais públicos e do setor privado vêm gradualmente ampliando os atendimentos em alta complexidade, mesmo que, de outra parte, injustamente, o Hospital Regional do Oeste (HRO) receba recursos ínfimos diante das demais instituições públicas de Santa Catarina.
Quando falamos no comércio e no seu papel na trajetória centenária de Chapecó, é preciso destacar que o associativismo organizado vai muito além da simples visão local. O comércio contribui, de maneira constante, com o desenvolvimento local e regional de forma ímpar e ativa. O trabalho dos empresários e dos colaboradores das empresas, com visão moderna, proporciona às empresas e à sociedade ganhos competitivos, seja economicamente, tecnologicamente ou humanamente.


EXTRA COMUNICA


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Chapecó.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar