Chapecó 100 anos - 22 Ago 2017 16:09

Centenário de Chapecó – a contribuição da contabilidade

Por: Nathan Favero Varela
 

Ao completar 100 anos, Chapecó se consolida como um dos principais municípios de Santa Catarina. É a quinta maior cidade catarinense em população, com 209.553 habitantes e possui o sexto maior PIB do Estado, de R$ 7,7 bilhões. No município, 86% dos estabelecimentos são micro empresas que geram 24% dos empregos; 12% são pequenas empresas com geração de 28% dos postos de trabalho; 1% são médias empresas com 12% dos empregos; e 1% são grandes empresas que geram 36% dos empregos. O crescimento dos estabelecimentos de indústria entre 1995 e 2015 alcançou a marca de 228%, o de serviços 240% e o agropecuário 133%. A geração de empregos nesses setores cresceu, no mesmo período, 105%, 286% e 71%, respectivamente.

Em relação à educação, os dados mostram que, em 2010, 57% dos trabalhadores tinham 11,1 anos de estudo, em 2015 esse número passou para 11,8 anos de estudo para 68% dos trabalhadores. Os investimentos do município em educação passaram de R$ 68 milhões em 2010 para R$ 140 milhões em 2016. Da mesma forma, o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do município também foi positivo, acima da média estadual e nacional. Em 1991 era de 0,529 (0,543 em SC e 0,493 no Brasil) e em 2010 de 0,79 (0,774 em SC e 0,727 no Brasil). O IDH é medido de acordo com a renda, longevidade e educação da população.

Acompanhando todo esse crescimento, estão profissionais que contribuem de maneira fundamental para a tomada de decisões assertivas, auxiliando no desenvolvimento e crescimento das empresas e, consequentemente, do município: os contadores. Eles são responsáveis, além de fazer todo o trabalho fiscal e tributário das organizações, por oferecer informações que auxiliam na gestão.

Muito se fala do papel dos profissionais da contabilidade na iniciativa privada. Mas e na gestão pública, qual a sua importância? Assim como nas empresas, a contabilidade pública é uma ferramenta fundamental para a administração desempenhar suas funções de atender os interesses da sociedade de acordo com a legislação vigente, proporcionando informações e controles necessários à melhor condução dos negócios públicos.

O contador geral da prefeitura de Chapecó, Roberto Zolet, explica que o contador tem a função de registrar tudo o que acontece no setor público ou privado, permitindo que o gestor tome decisões com base em informações. “Além dos registros, o contador disponibiliza informações ao gestor para que decida onde aplicar o recurso, pois é preciso priorizar as escassas verbas públicas”, expõe.

A diferença na gestão pública é a atuação 100% com base na legislação. “No poder público só podemos fazer o que a lei autoriza. Na iniciativa privada pode-se fazer o que a lei não impede”, frisa. Para Zolet, a contabilidade pública também tem a função de disponibilizar informações tanto para o gestor como para a sociedade e órgãos de fiscalização, como Tribunal de Contas, Câmara de Vereadores e Secretaria do Tesouro Nacional. “Muitos acadêmicos também usam essas informações para fazer trabalhos. As nossas informações não estão ligadas somente aos gestores, envolvem um leque muito maior de usuários”, salientou.

Roberto Zolet começou sua atuação na gestão pública em 1995 como assistente administrativo em Nova Itaberaba e, em 1999, iniciou atuação na área contábil da prefeitura. Em 2001 trabalhou na Associação dos Municípios do Oeste de Santa Catarina (Amosc), em 2005 voltou à prefeitura de Nova Itaberaba e, no mesmo ano, passou em um concurso em São Lourenço do Oeste, onde ficou até 2012. Em 2013 recebeu o convite para vir a Chapecó, onde atua desde então como contador geral da prefeitura.

Para ele, nestes 100 anos de Chapecó, a contabilidade disponibilizou informações para os gestores tomarem decisões em prol do crescimento do município. “O poder público precisa otimizar os recursos que recebe para produzir o melhor serviço de acordo com a legislação. Por exemplo, a lei estabelece que 25% do orçamento deve ser investido em educação e 15% em saúde, ou seja, 40% do orçamento é destinado para duas áreas. São vinculações que impõem um direcionamento diferente do que acontece na iniciativa privada, onde a forma de aplicar os recursos está vinculada à liberdade do gestor. No poder público, a aplicação está vinculada à lei. O setor contábil com certeza tem uma importante contribuição para a tomada das melhores decisões durante esses 100 anos”, realça.

A presidente do Sindicont, Sonia Innocente Disner, frisa que os profissionais da área contábil tiveram e têm papel fundamental no desenvolvimento do município. “Os gestores públicos, assim como os empreendedores, precisaram e ainda precisam da orientação e acompanhamento de um contador para atender a legislação e organizar a gestão”, enfatiza.

PROFISSIONAIS EM CHAPECÓ

Assim como o município, o número de profissionais contadores também cresceu nos últimos anos. De acordo com os registros feitos no Conselho Regional de Contabilidade de Santa Catarina (CRC/SC), compilados no dia 4 de julho de 2017, entre 1964 e 1979 foram registrados 28 contadores em Chapecó. Na década de 1980 foram feitos 47 registros; na década de 1990 foram 100 registros; entre os anos 2000 e 2010, 391 registros de profissionais; e de 2011 até 2017 foram registrados 182 profissionais. No total, atualmente Chapecó possui 748 contadores e 159 organizações contábeis registrados no CRC/SC.

O número muda constantemente, pois novos profissionais se formam nas universidades e entram no mercado de trabalho. Com grande experiência no setor, o contador geral da prefeitura de Chapecó, Roberto Zolet, orienta os futuros profissionais. “É preciso se preparar. Tem espaço para todos, mas o destaque será para o mais preparado. A dica é estudar, estudar e estudar. Não há outra alternativa, é o que fará a pessoa ser um profissional de sucesso”, finaliza.
(MB Comunicação)


Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
esta notícia

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Chapecó.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Notícias por data:

a
Voltar