Por: Paulo Chagas
Visualizações: 645

Seguir apoiando

Animais - Esportes - 17/03/2017

Continuo dizendo que a torcida não deve fazer comparações entre a equipe de ontem, que se foi com a tragédia, e a de hoje, recém montada. Em campo, tenho absoluta certeza de que esta dita comparação incomoda os jogadores.

É preciso que se entenda de que os tempos são outros, e a reconstrução é um passo importante para que as coisas voltem à normalidade. Porém, repito. O time é outro. Sendo assim, mesmo que fosse o de outrora, seguiria perdendo e ganhando em qualquer lugar que jogasse.

A partida contra o Lanus, pela Libertadores, em casa, se via que era diferente. O time argentino desde o começo foi paciente e manteve o domínio de todo o primeiro tempo, mesmo sem chutar muito a gol.

O segundo tempo foi diferente. A Chapecoense começou melhor até marcar o gol. Depois, sucumbiu assim que levou o gol de empate.

Seja como for, não se pode crucificar ninguém. O jeito é deixar o grupo à vontade e dar chance para que ele imponha a própria maneira de jogar.

Que venha o Tubarão, pelo Catarinense.

Mais posts do autor
Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
este post

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Chapecó.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Opiniões expressas nos blogs e colunas por meio de suas publicações são de exclusiva responsabilidade do autor, não passam por qualquer controle de edição, editoração ou conteúdo e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Chapecó.

Blogueiros & Colunistas

Voltar