Por: Quirino Ribeiro
Visualizações: 326
Reprodução da coluna publicada no Jornal Sul Brasil de Chapecó

IRMÃOS BATISTA

Geral - 30/05/2017

Os irmãos Batista, em troca dos benefícios relataram o pagamento de propina, a quase 2.000 autoridades do país, apresentaram provas muito consistentes, contas no exterior, gravações de crimes e auxiliaram na realização de ação controlada pela polícia. ”Tudo isso só foi possível nos termos acordados", disse o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao defender os termos da delação premiada dos irmãos Batista, que entregaram, inclusive, Michel Temer.

IMUNIDADE TOTAL
No acordo fechado com a Procuradoria-Geral da República, os empresários Joesley Batista e Wesley Batista conseguiram a garantia de que eles não serão alvo de nenhuma nova acusação. No caso de denúncias já oferecidas, será informado nos processos contra eles que houve acordo por perdão judicial. As condições consideradas generosas causaram indignação na reunião da Ordem dos Advogados do Brasil.

SEGUNDO A PROCURADORIA-GERAL DA REPÚBLICA
Eles merecem o benefício porque Joesley Batista colocou a vida em risco ao participar das chamadas ações controladas, ou seja, gravou as conversas que teve com políticos e negociou a entrega de malas de dinheiro. Além disso, a delação da JBS foi considerada muito eficiente: para os investigadores, os delatores entregaram provas contundentes sobre crimes que estavam em andamento.

REAÇÃO POPULAR
Esses donos da JBS foram uns ladrões muito espertos. Pegaram dinheiro BNDS e investiram lá fora. Depois armaram uma arapuca para os políticos e os entregaram para a policia, com garantia de perdão total e agora vão viver uma vida boa nos Estados Unidos. Alguma coisa errada tem! Não precisava tanta bondade. Era para bloquear e confiscar o patrimônio deles e devolver aos cofres do Brasil. Então vou formar uma quadrilha, depois gravar o áudio das conversas e entregá-los a polícia, pronto! Estou livre pra curtir a vida?

SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL
Tamanha impunidade não está sendo digerida nem compreendida pela população. Janot e Fachin passaram uma imagem do Judiciário que só depõe contra o mesmo! A explicação para tal privilégio é fraca, não nos convence.

O PODER DO VOTO                                                                                         
Desde a Antiguidade, quando os gregos criaram a democracia, o voto passou a ser um direito do cidadão. Com o passar dos anos, a maioria dos jovens passou a se interessar cada vez mais pela política e a conscientização de seus votos pode fazer a diferença no futuro. No entanto, a quantidade de escândalos envolvendo políticos, e o enfraquecimento dos movimentos sociais, podem atrapalhar esse progresso.

ATOS ILÍCITOS DE POLÍTICOS
A mídia tem intensificado a exibição dos atos ilícitos executados por políticos. Isso tem dificultado o interesse dos adolescentes pela administração governamental, pois essas notícias acabam repelindo os mais jovens. Portanto, se eles não intervirem através do voto, será aberto um espaço para os maus políticos.

O ENFRAQUECIMENTO DOS MOVIMENTOS SOCIAIS
Tornou-se outro empecilho para o interesse dos jovens no voto. Esse fato ocorre devido à constante repressão a esses ideais. Assim, se os novatos nas urnas não se conscientizarem sobre seus votos, o exercício do direito do povo irá diminuir gradativamente.

A POLÍTICA
Não deveria ser a arte de dominar, mas sim a arte de fazer justiça. Nesse contexto, os jovens devem ser educados desde criança pela família sobre a importância do voto consciente, em que há a procura pelas propostas dos candidatos e após a eleição o acompanhamento de suas promessas. Só assim será possível criar uma sociedade crítica e consciente.

“Quando somos bons para os outros, somos ainda melhores para nós”. (Benjamin Franklin)

Mais posts do autor
Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
este post

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Chapecó.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Opiniões expressas nos blogs e colunas por meio de suas publicações são de exclusiva responsabilidade do autor, não passam por qualquer controle de edição, editoração ou conteúdo e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Chapecó.

Blogueiros & Colunistas

Voltar