Por: Quirino Ribeiro
Visualizações: 33
Reprodução da coluna publicada no Jornal Sul Brasil de Chapecó

BALCÃO DE NEGÓCIOS

Geral - 17/04/2017

No Brasil, não temos um congresso, temos um balcão de negócios. Esse é o problema. O bem estar comum, materializado na educação, na saúde, nos transportes, apenas para citar exemplos, é vergonhosamente negligenciado.

TUDO É UM CÍRCULO VICIOSO
Sem educação o povo não sabe voltar; sem educação não há em quem votar; sem educação não temos saúde nem transporte. Sem educação não temos nação, temos um país perverso, sem ética e sem moral. Um quadro completamente caótico. Precisamos de quem coloque ordem nisso tudo, mas quem? Quem? Quem? É a grande pergunta nesse momento.

AS RAPOSAS TOMAM CONTA DO GALINHEIRO
Pois legislam em causa própria descaradamente. Temos o governo mais caro do mundo, que serve a todos os interesses internos e externos, menos o interesse da nação. Nosso congresso é o mais caro e o mais ineficiente, cujos membros estão preocupados em continuar lá.

NÃO É PARA MENOS:
Um parlamentar custa 10,2 milhões por ano no Brasil; 3,9 milhões na Itália; 2,9 milhões na França; 850 mil na Espanha e na Argentina, nosso país vizinho, 1,3 milhão. Ainda devemos acreditar na necessidade da reforma da previdência? A mídia diz que sim. Os interesses espúrios reinam. A corrupção grassa adoidadamente. A mídia atende a tudo isso também.

EM QUEM VOTAR EM 2018?
Para quê votar? De qualquer forma, votando nesses que aí estão é a pior opção. Nos debates eleitorais ouvimos promessas de todas as formas, mas não se vê nenhum candidato discorrer a teoria básica do Estado: o bem comum. Acho que eles nem sabem o que é isso. Por isso, continuamos tendo 40 ministros, quando 10 são suficientes.

LAVANDERIA BRASIL
Em nosso país de contrastes, onde interesses pessoais suplantam os direitos da sociedade, estamos vislumbrando o Judiciário, mesmo com ameaças de quem indicou, se libertando do escravagismo político que o norteou. A lista de Rodrigo Janot chegou ao ministro Edson Fachin, que determinou a abertura de inquéritos contra políticos poderosos e intocáveis. Isso demonstra o início do livre arbítrio da Justiça, que deve continuar firme e forte, cumprindo os anseios do povo por uma justiça dura e rígida para todos.

EM CONTRAPARTIDA
Os malabarismos do Congresso e do governo, após a divulgação dos nomes envolvidos, irão se acelerar. Cabe ao guardião da Carta Magna (STF) evitar a criação de artifícios legislativos em favor dos envolvidos no maior escândalo criminoso da história brasileira. Isso sim será um teste que será acompanhado pela sociedade do bem, pois no STF tudo é demorado e os processos caminham lentamente.

DEVERIAM SIM, SEGUIR O EXEMPLO DO JUIZ SÉRGIO MORO
O Brasil precisa desta pontualidade para recuperar sua credibilidade e caminhar. Chega de sentenças tendenciosas, errou, comprovou, tem que ser condenado e ressarcir os cofres públicos, jamais sair ileso como outrora. A maioria desses políticos que analisa as reformas da Previdência, e Trabalhista e o aumento de verbas partidárias, está envolvida nesse processo da Lava Jato. Diante disso, precisamos de urgentes reformas políticas, tributárias, econômicas, éticas, já!

“A zona de conforto leva pessoas inteligentes a seguirem conceitos errados”.
(Maycon Tienga)

Mais posts do autor
Imprimir
Enviar para um amigo
Assinar

Envie esta notícia para um amigo



Comente
este post

Ao efetuar um comentário, o seu IP (Internet Protocol) será gravado e poderá ser utilizado para identificar o usuário que inseriu o mesmo.
Opiniões expressas aqui são de exclusiva responsabilidade do autor do comentário e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Chapecó.


Outros comentários

noresults

Caso o comentário acima for abusivo ou seu nome for utilizado indevidamente, denuncie.

Opiniões expressas nos blogs e colunas por meio de suas publicações são de exclusiva responsabilidade do autor, não passam por qualquer controle de edição, editoração ou conteúdo e não necessariamente estão de acordo com os parâmetros editoriais do Tudo Sobre Chapecó.

Blogueiros & Colunistas

Voltar